Notícias » Policial

Gaeco cumpre mandados de prisão contra vereadores, presidente de autarquia e empresários investigados por fraude em sistema de estacionamento em Ponta Grossa.

PONTA GROSSA – Gaeco cumpre mandados de prisão contra vereadores, presidente de autarquia e empresários investigados por fraude em sistema de estacionamento O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizada (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpre na manhã desta terça-feira, 15 de dezembro, cinco mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão […]

Em 15 de dezembro de 2020 às 9:28 | Policial

PONTA GROSSA – Gaeco cumpre mandados de prisão contra vereadores, presidente de autarquia e empresários investigados por fraude em sistema de estacionamento

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizada (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpre na manhã desta terça-feira, 15 de dezembro, cinco mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Saturno, que investiga possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, fraude a licitação e tráfico de influência supostamente praticados por empresários, servidores públicos e vereadores de Ponta Grossa.

Investigações conduzidas pelo Núcleo de Ponta Grossa do Gaeco identificaram possíveis ilegalidades na contratação de empresa pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes do Município (AMTT) para a implantação e operação do “Estar Digital” (estacionamento rotativo), e para a compra de softwares pela Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), entre os anos de 2016 e 2020. Também é objeto de apuração a possível prática de manipulação e corrupção de vereadores na Comissão Parlamentar de Inquérito instalada na Câmara Municipal para apurar as referidas licitações.

Os alvos das prisões preventivas foram quatro empresários e um vereador (relator da Comissão Parlamentar de Inquérito instalada na Câmara sobre o assunto). A prisão temporária, por cinco dias, foi decretada contra o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito de Ponta Grossa e contra um vereador, que atuava como presidente da referida CPI.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (gabinete do secretário-geral de Administração), na Câmara Municipal (gabinete de cinco vereadores), na Autarquia Municipal de Trânsito, na sede de três empresas e em 16 residências (de empresários e servidores públicos). Dos 22 mandados, 18 são cumpridos em Ponta Grossa e quatro em Curitiba. Todos os mandados foram expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Criminal de Ponta Grossa.

Assessoria de Comunicação MPPR

Imagem Divulgação/MPPR






LEIA TAMBÉM

Idoso de 97 anos ficou gravemente ferido após ser assaltado no interior de Prudentópolis.

ROUBO COM RESULTADO DE LESÃO CORPORAL GRAVE / EXPOR A PERIGO IDOSO COM RESULTADO...

Acidente envolvendo três veículos no trevo de acesso a cidade de Prudentópolis.

Por volta das 09:40hrs da manhã de hoje, 09/05, aconteceu um acidente envolvendo três...

PRF prende quadrilha que realizava roubo de cargas e sequestro de caminhoneiros na região metropolitana de Curitiba.

Dos quatro suspeitos, dois usavam tornozeleiras eletrônicas; junto com eles foi apreendido um pequeno...

POLÍCIA MILITAR DE PRUDENTÓPOLIS PRENDEU AUTOR DE FURTO EM FLAGRANTE E RECUPEROU BICICLETA QUE HAVIA SIDO FURTADA.

POR VOLTA DAS 15:50HRS DE HOJE, 03/10/2020, A EQUIPE RPA FOI SOLICITADA PARA DESLOCAR...
loading